10 lugares para aproveitar SP durante o fds

Seja turista ou morador, às vezes bate aquela vontade louca de conhecer novos lugares ou revisitar locais que já conhece, mas com um novo olhar e uma nova maneira de aproveitar tudo. Não é? Foi pensando exatamente nisso que a gente decidiu reunir aqui no blog, 10 atividades para fazer em São Paulo durante o fim de semana, investindo pouco money. Bora lá:

1 – AVENIDA PAULISTA

Foto: Dica de Turista

Que tal um passeio na Avenida Paulista? A principal avenida da cidade foi inaugurada no dia 8 de dezembro de 1981 e tem, de ponta à ponta, quase 3 quilômetros de distância. A dica é aproveitar o passeio aos domingos, quando as duas vias ficam fechadas durante o dia todo para que os visitantes possam caminhar tranquilos, andar de bike, skate, praticar atividades físicas ou ouvir um som das bandas ao vivo. Desça na estação Consolação do metrô para sair de uma das pontas ou estação Paraíso para a outra ponta da avenida.

2 – MUSEU DO MASP

Foto: Blog AEASMS

O Museu de Arte de São Paulo, famoso MASP, mantem um dos mais completos acervos de arte do Brasil e está entre os os pontos turísticos mais visitados da cidade. As entradas são gratuitas para menores de 11 anos, adultos pagam R$ 40,00, e estudantes, professores e maiores de 60 anos, meia-entrada. Acesse o site do museu clicando aqui e confira a programação completa. Se você vem sem carro, desça na estação Trianon-Masp do metrô.

3 – SESC AV PAULISTA

Foto: Blog CK Turistando

A sensação do momento para quem quer turistar por São Paulo é o novo prédio do Sesc. Com apeenas 17 andares, vale a pena conhecer as instalações e as muitas atividades, incluindo exposições, biblioteca com amplo acervo, salas de teatro, restaurante e ainda se esbaldar numa vista panorâmica deslumbrante do mirante que fica bem no topo. A entrada no prédio é gratuita. Acesse o site clicando aqui e confira a programação completa. Desça na estação Brigadeiro do metrô e saia já bem pertinho do Sesc.

4 – MINHOCÃO

Foto: Blog A Arquiteta

O Elevado João Goulart, conhecido também como “Minhocão”, é uma via expressa que liga o centro até a região de Perdizes. A vista dos prédios residenciais e grandes pinturas em suas fachadas, além de incríveis jardins verticais, encantam os olhares de quem passa por ali durante o fds. Para aproveitar, vá de domingo e você não verá carros transitando, apenas pessoas livres curtindo o elevado, praticamente uma praia no centro de SP (risos). Dá para andar de bicicleta, estender a canga e tomar um bom solzinho. Desça na estação República do metrô e vá caminhando até o Minhocão.

5 – PARQUE IBIRAPUERA

Foto: Portal São Paulo Saudável

Fundado em 1954 e com mais de 1 milhão de metros quadrados, o Ibirapuera é um dos maiores e mais bonitos parques da cidade de São Paulo. Enormes campos de grama verdinha e uma paisagem que, de dentro, nem parece que você está na cidade grande, lembra o Central Park em Nova Iorque. O nome “Ibirapuera” vem da língua tupi e significa “pau podre”. Curioso são as mais de quinhentas espécies de árvores entre antigas e raras. Diz a história que no passado a região era alagadiça e então começaram o plantio de eucaliptos para drenar o solo, é por isso que você encontra dezenas de gigantes eucaliptos pelo parque. Desça na estação Brigadeiro do metrô, vá á pé (15 minutinhos de caminhada) ou pegue um bus até o parque.

6 – 25 DE MARÇO

Foto: Blog Hotel Urbano

Se você estiver sem pressa, vá fazer umas comprinhas na 25 de Março. O lugar é bem parecido com o Beco Diagonal do filme Harry Potter, sabe? Haha. Um grande “mercado livre” só que na rua. Na 25 de Março você encontra de tudo, de tudo mesmo! Desde fantasias eróticas para revender até tecidos holográficos, bijuterias e decoração para festa de casamento. Impossível sair de lá sem comprar algo novo e surpreendente. Desça na estação São Bento do metrô e caia bem no fervo!

7 – MERCADO MUNICIPAL

Foto: Blog Vida Sem Paredes

Sabe aquele pastel gostoso que não é de vento? É um pastel de verdade! E o famoso sanduíche de mortadela? Você precisa conhecer o Mercado Municipal! Quase impossível sair de lá sem se deliciar na variedade de petiscos e degustações de comidinhas bem variadas. Inaugurado em 1933, sem dúvidas, é um dos melhores lugares da cidade para encontrar grande diversidade de frutas, verduras, legumes, queijos, carnes, peixes, aves e frutos do mar. Pra quem vai à pé, desça na estação São Bento do metrô. Acesse o Portal do Mercadão clicando aqui e confira a programação.

8 – VILA MADALENA

Foto: towhatplace.com por J. NIELSEN

Imagine uma galeria de arte à céu aberto, cheia de grafites e retratos da cena urbana de São Paulo. Imaginou? Esse é o Beco do Batman, uma das travessas do bairro Vila Madalena. A região é conhecida por ser uma das mais boêmias de Sampa, com deliciosas opções de restaurantes. Para quem vai de transporte público,  as estações de metrô mais próximas do Beco do Batman são a Vila Madalena (Linha Verde) e a Fradique Coutinho (Linha Amarela), ambas cerca de 1,3km de distância do Beco do Batman, 20 minutinhos de caminhada ou então pegue um ônibus nas próprias estações.

9 – PINACOTECA

Blog Fundação Padre Anchieta

O prédio do século XIX abriga obras de artistas brasileiros como Portinari e Anita Malfatti. É o mais antigo museu de arte de São Paulo, fundado em 1905. Não esqueça de levar a câmera fotográfica ou desocupar a memória do celular pq nenhuma das nossas dicas pode passar despercebida, sem um registro, viu? Desça na estação Luz e já aviste o museu. Acesse o site da Pinacoteca clicando aqui e confira a programação completa.

10 – LIBERDADE

Projeto São Paulo City

Você sabia que o Brasil é o país onde existem mais brasileiros fora do Japão? Maior reduto da comunidade japonesa em São Paulo, a Liberdade é um bairro que merece ser visitado, não só pela sua arquitetura japonesa mas por sua variedade de opções gastronômicas tradicionais do Japão. Atualize a dispensa de casa visitando os mercadinhos da região. Não esqueça de visitar a Feira de Arte, Artesanato e Cultura da Liberdade e o Museu Histórico da Migração Japonesa no Brasil.

7 dicas para ajudar a controlar a sua ansiedade

Foto: Pixabay

É totalmente normal, de tempos em tempos, sentir-se uma pessoa ansiosa. Quando você está com ansiedade, você pode ter a sensação de insegurança, e sem respostas de como sair disso. Você pode até fazer coisas que, inconscientemente, alimentam esse sentimento. Ainda bem que existem muitas técnicas que podemos usar para controlar a ansiedade. E nós do blog Clube Vintage fomos atrás disso, de sugestões saudáveis ​​de lidar com a ansiedade aqui e agora. Vamos para as dicas:

1 – RESPIRE FUNDO E RELAXE

Foto: Pixabay

A respiração profunda é uma poderosa técnica de redução da ansiedade porque ativa a resposta de relaxamento do corpo. Tente inspirar lentamente numa contagem de 4 segundos, enchendo sua barriga primeiro e depois seus pulmões, segurando suavemente sua respiração, e expirando lentamente na mesma contagem, repita isso várias vezes e, se possível, feche os olhos e imagine-se num lugar bem lindo como um bosque todo florido na beira do lago.

2 – PRATIQUE A POSITIVIDADE

Foto: Pixabay

Ansiedade pode produzir muita conversa negativa. Diga a si declarações positivas e não se deixe abalar! Se sua cabeça está cheia de pensamentos negativos, é claro que você não vai se sentir bem. Mas mesmo que nossos pensamentos sejam verdadeiros, isso não significa que eles refletem o que realmente está acontecendo. Tente escrever o que você está pensando e, em seguida, acrescente fatos que apóiem ​​ou contestem cada pensamento. Você pode se surpreender com quantos de seus pensamentos são exagerados ou não são a realidade, na simples tarefa de descobrir a natureza de cada um deles.

3 – CONCENTRE-SE NO AGORA

Foto: Pixabay

Você já reparou que ansiedade muitas vezes coincide com a preocupação no passado ou futuro? Simplesmente focalizar sua mente no momento presente pode ajudar a se sentir um pouco mais relax. Pare, respire e preste atenção ao que está acontecendo agora. Focar no momento presente melhora sua capacidade de administrar a situação. Não desista de seus planos, pois o arrependimento será maior depois e nada de bom vem disso. Fazer o que precisa ser feito, e bem feito, lhe ensina lições fundamentais.

4 – FAÇA ALGO QUE GOSTA

Foto: Pixabay

É engraçado que uma agenda completamente lotada ou completamente vazia faz muitas pessoas se sentirem ansiosas. Certifique-se de arrumar tempo para pelo menos uma coisa que você gosta muito (muito) de fazer, seja um hobby, um filme na Netflix, aulas de dança ou um bate-papo com alguém querido. Não tenha medo de dizer “não” e faça algo agradável para que você não sinta culpa por não fazer outra coisa.

6 – COMA BEM E DURMA BEM

Foto: Pixabay

Dieta e sono também são muito importantes para o seu bem-estar. Uma dieta equilibrada fará com que você se sinta mais saudável e mais forte, e uma boa noite de sono também, iniciada com aquela dica de respiração ali em cima, para que você desligue aos poucos sua “mente” e adormeça com tranquilidade. Ah! Não se esqueça de beber muita água e mantenha tudo hidratado, okay? Você sabia que grandes períodos sem água trazem sérias infecções? E nós temos certeza de que você não quer sentir a dor de uma infecção urinária, por exemplo.

5 – VÁ PARA A ACADEMIA

Foto: Pixabay

Quando dizemos, vá para a academia, é no sentido de exercitar-se 2 ou 3 vezes por semana, no mínimo. Pegue um tênis bem confortável de caminhada e corra pelo bairro ouvindo aquele álbum que você ama. É comprovado que exercício físico reduz a ansiedade e melhora o humor. E a boa notícia é: você não precisa correr uma maratona ou virar a Gracyanne Barbosa do bairro (risos).

6 – ENFRENTE SEUS MEDOS

Foto: Pixabay

Se você sempre evita situações que o deixam com ansiedade, isso pode estar impedindo você de fazer as coisas que deseja ou precisa fazer. Parece estranho, mas encarar as coisas e aceitar a realidade pode reduzir a sua ansiedade. Você pode testar se a situação é tão ruim quando você reage e aprende a administrar seus medos.

7 – CUIDE DA SUA SAÚDE

Foto: Pixabay

Esperamos que com nossas simples dicas você consiga controlar uma pouco a sua ansiedade. E se, mesmo depois de todas essa orientações, você ainda continuar a se sentir uma pessoa ansiosa, não deixe de procurar ajuda. Cuide da sua saúde, faça check-ups e exames periodicamente! Além disso, todos nós devemos visitar um psicólogo ou psiquiatra pelo menos uma vez na vida, porque não é à toa que essas profissões existam e o universo de estudos nessas áreas seja tão vasto. Não é mesmo?